2007



No ano em que comemorou 50 anos, a RTP vai realizou no dia 10 de Março a 43.ª edição do emblemático Festival da Canção, que teve lugar no Pavilhão Atlântico - Sala Tejo. A apresentação ficou a cargo de Jorge Gabriel e Isabel Angelino.

A vitória coube a Sabrina com o tema Dança Comigo (Vem Ser Feliz), a canção com o número 4, com autoria de Emanuel e Tó Maria Vinhas na letra, música de Emanuel. 

A grande novidade deste Festival foi usar o televoto como responsável total na escolha da canção vencedora.

 

2006



O XL Festival RTP da Canção 2006  teve lugar no dia 10 de Março de 2006 no Centro de Congressos de Lisboa e os apresentadores foram Helena Coelho, Daniel Oliveira, Isabel Angelino, Jorge Gabriel, Helena Ramos e Eládio Clímaco.

A RTP tentou revitalizar o Certame e trazer o concurso de novo para a ribalta do panorama musical português. Para tal, desafiou 5 produtores – Elvis Veiguinha, José Marinho, Luís Oliveira, Ramón Galarza e Renato Júnior– a apresentar duas canções, sendo a escolha dos autores, compositores e intérpretes da sua inteira responsabilidade.

As vencedoras, num dos Festivais mais apupados pelo público, foi o Grupo Non Stop com a canção “Coisas de nada”.

 

2005



A RTP voltou a não realizar o tradicional Festival RTP da Canção. Sem outro tipo de escolha, a estação pública de televisão optou, pela segunda vez, por fazer uma selecção interna por convite a um grupo de compositores, para a autoria de uma canção. Assim nasceu o tema "Amar", composto por Ernesto Leite, Alexandre Honrado e José da Ponte. Estes autores escolheram para interpretar a sua canção dois jovens cantores que se tinham destacado em concursos televisivos: Luciana Abreu e Rui Drummond. O grupo designou-se por 2B.

 

2004



A fim de selecionar a sua canção para o Festival Eurovisão da Canção , a RTP resolveu atribuir a cada um dos três finalistas da Operação Triunfo 2, uma canção original para os jovens intérpretes as defenderem em duas galas especiais.

Francisco Andrade interpretou "Caminhos singelos", Sofia Vitória defendeu "Foi magia" e Gonçalo Medeiros subiu ao palco com "Novo e clássico".

No final da votação a canção "Foi magia" interpretada por Sofia Vitória foi revelada como o tema vencedor adquirindo o direito de representar Portugal na Eurovisão. Os concorrentes Francisco Andrade e Gonçalo Medeiros integraram a delegação portuguesa como elementos de palco.

 

 

2003



O XXXVIII Festival RTP da Canção 2003 foi realizado com a 1ª edição da Operação Triunfo nos dias 23 de Fevereiro de 2003  (apresentação das canções) e 2 de Março de 2003 (votação).

Neste festival Rita Guerra foi a escolhida para representar Portugal no Festival Eurovisão da Canção 2003 e interpretou os 3 temas a concurso.

Catarina Furtado foi a apresentadora do festival que foi ganho com a canção “Deixa-me sonhar (mais uma vez)”.

A escolha da canção foi feita exclusivamente por telefone e SMS.

 

2002



A RTP não realizou o Festival da Canção.

 

2001



A Final do XXXVII Festival RTP da Canção 2001  teve lugar no dia 7 de março de 2001 no Europarque, em Santa Maria da Feira.

A fim descentralizar o Festival, a RTP andou pelo país desde outubro até março a mostrar as 50 canções. Primeiro foi Setúbal (outubro), seguindo-se Leiria (novembro), depois Faro (dezembro), a seguir Funchal (janeiro), sendo a última eliminatória em Ponta Delgada (fevereiro) e a culminar a grande final em Santa Maria da Feira (março).

Pela primeira vez na história do Festival RTP da Canção a final não foi transmitida em directo pelo país se encontrar de luto face à tragédia de Entre-os-Rios. A votação distrito a distrito não foi do conhecimento público, apenas apareceram gráficos com grupos de votações, onde não se ficou a saber quem votou em quem.

Sónia Araújo e Cristina Möhler foram as apresentadoras da final do festival e das cinco semifinais, a final do festival foi ganho pelos MTM com a canção "Só sei ser feliz assim".

 

2000



O 36º Festival RTP da Canção 2000 foi apresentado por Rita Ferro Rodrigues e Gaspar Borges. 

Em 1999 Portugal ficou classificado em 21º lugar, com apenas 12 pontos, não conseguindo atingir a classificação necessária, para fazer parte do leque dos países que regressariam no ano seguinte e por isso mesmo ficou fora do certame europeu em 2000.

Apesar de Portugal não ter participado no ESC, a estação de televisão estatal RTP, tal como o tinha feito em 1970, manteve a organização e produção do evento

Foram oito as canções presentes a concurso e a grande vencedora do noite foi Liana que interpretou “Sonhos Mágicos” um tema composto por Gerardo Rodrigues e letra de Maria da Conceição Norte.

 

1999



O 35º Festival RTP da Canção 1999  teve lugar no dia 8 de Março de 1999 na Sala Tejo do Pavilhão Atlântico, em Lisboa.

A apresentação do espetáculo foi feita por Manuel Luís Goucha e Alexandra Lencastre.

Rui Bandeira consagrou-se o grande vencedor com a canção Como Tudo Começou, com letra de Tó Andrade, música e orquestração de Jorge do Carmo e direção de orquestra de José Marinho. A canção foi mesmo a grande preferida do júri distrital, sendo que apenas foram 11 as cidades a votar, e “Como Tudo Começou” recebeu por 6 vezes a pontuação máxima: 10 pontos, somando um total de 90 pontos, com uma diferença significativa do segundo lugar.

 

 

1998



O XXXIV Festival RTP da Canção 1998  lugar no dia 7 de Março de 1998 no Teatro São Luíz, em Lisboa.     

A apresentação ficou a cargo de Carlos Ribeiro e de Lúcia Moniz, que foram vestidos, tal como os intérpretes, pelo costureiro João Carlos.

Carlos Évora (depois conhecido por CC) como Melhor Intérprete. Quanto ao troféu para o Melhor Tema a concurso, este foi escolhido por unanimidade do júri. "Se Eu Te Pudesse Abraçar" foi a canção escolhida para representar Portugal. Uma canção com letra e música de José Cid e orquestrada por Mike Sargeant e interpretada pelos Alma Lusa, grupo formado única e exclusivamente para interpretar a canção no festival.

Os membros deste são a vocalista Inês Santos, Carlos Jesus na guitarra, Henrique Miguel no sintetizador, José Triguinho na percussão, Carlos Ferreirinha no cavaquinho e Pedro Soares na gaita-de-foles.

 

1997



Em 1997 a RTP quis voltar aos sistemas das semifinais, abrindo concurso público para a aceitação de originais, a fim de selecionar 15 canções de onde sairiam cinco para a grande final.

A final do Festival da Canção 1997 decorreu no Coliseu dos Recreios de Lisboa, no dia 7 de março e teve apresentação de Cristina Caras Lindas e de António Sala. A disputar o direito de representar Portugal no ESC estiveram os Oriundi, Raquel Alão, Cristina Almeida, Telmo Miranda, os Meninos da Sacristia, Sónia Mendes, Célia Lawson e Susana Pinto. Raquel Alão foi distinguida com o Prémio de Interpretação pela defesa do tema "Quando eu te beijo".

Os 22 júris distritais e o televoto que funcionou como o 23º júri escolheram a canção "Antes do adeus"", com poema de Rosa Lobato de Faria, música de Thilo Krasmann e interpretação de Célia Lawson..

 

 

Apoiar o Festival da Canção e EuroFestival da Canção e eventos relacionados.

 

Dinamizar iniciativas e eventos para os sócios com artistas e protagonistas dos Certames.

 

Promover a associação junto do Grande Público, e de entidades públicas e privadas.